Aumento de coroa clínica estético

Caio CremoniniSabemos que a Periodontia é uma especialidade da odontologia que tem como base reger a saúde dos tecidos de sustentação do dente – o Periodonto. Além disso, sabemos que essa Doença Periodontal é, na maior parte dos diagnósticos, biolfime dependente e, claro, multifatorial.

Em meados dos anos 70 e 80, eram realizadas cirurgias para redução de bolsa periodontal, sem o critério de que a perda de papilas ou sequelas estéticas importantes, principalmente nos dentes anteriores, fossem levadas em consideração.

Nos dias de hoje, além da estética ser algo amplamente debatido e estudado na odontologia, existe uma necessidade muito grande por parte do paciente de, além de ter a saúde bucal, ter um sorriso harmônico, proporcional, e o mais simétrico possível.

A informação e necessidade que o paciente dos dias de hoje em dia tem, faz com que estudemos todos os aspectos para oferecer o melhor tratamento, e, principalmente, saibamos indicar o procedimento a ser realizado.

Antes de pensarmos no aumento de coroa clínica estético, temos que pensar em saúde. Não existe possibilidade de avaliarmos um caso clínico do ponto de vista estético se o paciente não tem gengivas nem estruturas dentárias saudáveis.

Após o diagnóstico de saúde dental e periodontal, alguns aspectos devem ser levados em consideração quando vamos realizar a cirurgia de aumento de coroa clínica estético. O primeiro deles é se o indivíduo tem ou não a erupção passiva alterada – a junção cemento-esmalte está abaixo do tecido gengival e parte do esmalte coberta por esse,  e a crista óssea na face vestibular está a menos de 2mm da própria junção cemento-esmalte.

Se essa situação for diagnosticada, saberemos que a cirurgia só terá um bom resultado no longo prazo se o espaço biológico (distância da crista óssea que envolve inserção conjuntiva, epitélio juncional e sulco gengival, totalizando 3mm) for devolvido durante a cirurgia. Podemos também, se caso o paciente não apresentar a erupção passiva alterada, combinar o procedimento de aumento de coroas clínicas cirúrgico com próteses, facetas de porcelana, restaurações diretas de dentística, para que haja a harmonização do sorriso da melhor maneira possível. Claro, cada situação clínica vai ditar a intervenção mais previsível.

O ponto mais alto das margens gengivais dos dentes adjacentes deve seguir uma proporção. Deve-se pensar no triângulo estético, onde o incisivo lateral é mais curto no sentido cérvico –incisal em relação ao incisivo central e canino. O zênite, posição mais alta da margem gengival, deve se posicionar ligeiramente para distal.  A incisão com uma lâmina 15 C de bisturi vai determinar a posição da margem gengival. Novamente, para se pensar em estética, deve-se pensar no dente, no sorriso, no rosto e no tamanho da pessoa, para entender e aplicar a proporcionalidade do tamanho das coroas clínicas.

Deve-se sempre se questionar: “Esse tamanho de coroas clínicas harmonizam esteticamente com o paciente?”.

É importante também trabalharmos com a expectativa do paciente. Temos que avisá-lo de que a cirurgia não irá interferir na linha alta do sorriso, mas vai diminuir a proporção de gengiva e aumentar o tamanho dos dentes, além de harmonizar o tamanho das coroas contra-laterais, deixando o sorriso o mais simétrico o possível.

Hoje, um pouco antes de escrever essa matéria, tive o prazer de conversar com uma amiga, em que eu havia realizado a cirurgia de aumento de coroas clínicas estético. Perguntei a ela se tinha a foto de antes da cirurgia, uma foto espontânea. A resposta: “Vou procurar, mas eu tenho muito mais fotos depois da cirurgia!”.

Além disso, já  ouvi muitos relatos de pacientes que controlam a força do seu sorriso nas fotos, para que não apareça tanto a gengiva. Um trabalho de 2013, publicado no Journal of Periodontology demonstrou que quanto maior quantidade de gengiva for exposta durante o sorriso, menos atraente aquele sorriso é.

Além disso, as pessoas com menos gengiva no sorriso se demonstram mais confiantes, inteligentes, honestas e amigáveis. Esses aspectos são perceptíveis tanto por leigos quanto por dentistas experientes, o que faz com que exista a implicação social na melhora do aspecto estético que a cirurgia de aumento de coroa  clínica pode realizar.

A sensibilidade do profissional e o conhecimento científico vão de encontro com a necessidade do paciente, que é por quem estudamos e nos dedicamos tanto. E, para que possamos melhorar sempre, sabermos como indicar ou contra-indicar procedimentos, como o aumento de coroa clínica estético, por exemplo, faz com que possamos mudar uma vida de quem tinha vergonha de posar para uma foto com um sorriso espontâneo, para uma pessoa que esbanjará sorrisos – e terá muito mais fotos após a sua cirurgia!

Por:

Caio Cesar Cremonini

Doutorando e Mestre em Periodontia pela USP – SP

Especialista em Periodontia pelo CETAO

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s